Ir para o conteúdo
Início
/
Notícias
12-05-2020

ULS do Nordeste inicia testes à COVID-19 aos colaboradores das creches após concluir rastreio nos lares do distrito de Bragança

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste iniciou o rastreio à COVID-19 aos colaboradores das creches do distrito de Bragança, após ter concluído os testes em todos os lares do Nordeste Transmontano.

Tendo em vista a deteção precoce da doença e a minimização da transmissão do vírus junto da população mais vulnerável, as equipas da ULS do Nordeste terminaram a realização de testes nas Estruturas Residenciais para Idosos, tendo abrangido todos os colaboradores e utentes desta resposta social.

Na área social, o rastreio à COVID-19 abrange ainda os utentes e colaboradores dos Serviços de Apoio Domiciliário (SAD`s), das Unidades de Cuidados Continuados (UCC) e das Estruturas Residenciais para Pessoas com Necessidades Especiais do distrito de Bragança.

A ULS do Nordeste já efetuou, até à presente data, um total de 6.541 testes nas diferentes respostas sociais do distrito de Bragança.

Este trabalho foi desenvolvido nos 12 concelhos do Nordeste Transmontano por 15 equipas constituídas por enfermeiros, que contam com o apoio dos médicos de Medicina Geral e Familiar e do Serviço de Patologia Clínica, numa estrita articulação entre o Departamento de Cuidados de Saúde Primários e a Unidade de Saúde Pública da ULS do Nordeste.

A realização de testes de rastreio à COVID-19 aos colaboradores e utentes das instituições sociais da área de abrangência da ULS do Nordeste teve início, no final de março, com cinco Unidades Móveis de Rastreio, sediadas em Bragança, Macedo de Cavaleiros, Vila Flor, Mirandela e Mogadouro, que se deslocavam aos restantes sete concelhos. Esta resposta foi alargada a 13 de abril, com a criação de equipas especializadas para a colheita de amostras em todos os concelhos, o que permitiu um aumento significativo do número de pessoas rastreadas.

A realização de testes de deteção precoce da COVID-19 na comunidade tem-se revelado fundamental ao nível da contenção da propagação da doença no distrito de Bragança, contribuindo para a prevenção de surtos em instituições com um elevado número de pessoas, a sua maioria pertencentes a grupos de risco.

Unidade móvel de colheitas – Covidrive em Macedo de Cavaleiros

Neste contexto de pandemia e em resposta à necessidade manifestada pela Saúde Pública está também a funcionar uma Unidade Móvel de Colheitas – Covidrive, em Macedo de Cavaleiros, desde o dia 20 de março, que dá resposta às necessidades do distrito de Bragança ao nível da realização de colheitas para despiste da doença. Até ao momento, foram efetuadas 1.737 colheitas por zaragatoa para testes COVID-19.

Esta Unidade conta com os seguintes recursos humanos:

  • 2 equipas, de enfermeira e assistente operacional, que recolhem as amostras, em horário espelho.
  • 1 assistente técnico e/ou 1 assistente operacional, que identifica os utentes.
  • 2 Médicas, que validam os pedidos que são referenciados, agendam as colheitas e informam os utentes sobre o que é o exame e o que devem fazer para a realização de uma colheita correta.

A referenciação dos utentes para este Centro de Recolha é efetuada pela equipa de Saúde Pública, pelo Serviço de Saúde e Risco Ocupacional (no caso de profissionais da ULS do Nordeste) ou pelas equipas das Áreas Dedicadas à COVID-19 dos Centros de Saúde e também pela linha SNS24.

Esta Unidade, instalada no Parque de estacionamento do Quartel dos Bombeiros de Macedo de Cavaleiros, está a funcionar sob a responsabilidade do Departamento de Cuidados de Saúde Primários da ULS do Nordeste, que agradece o apoio de entidades locais, nomeadamente dos Bombeiros Voluntários, da Santa Casa da Misericórdia e da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros.

O resultado dos testes efetuados é obtido após a análise das amostras, que pode ser efetuada no Serviço de Patologia Clínica da ULS do Nordeste (testes de diagnóstico pela técnica de PCR-RT com equipamento GeneXpert) ou em Unidades Hospitalares da região Norte com as quais a ULS do Nordeste tem acordos.

Os resultados dos testes efetuados nas respostas sociais, a partir de 17 de abril, são elaborados no Instituto Politécnico de Bragança, após protocolo assinado com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

As colheitas dos testes continuam a ser executadas pela ULS do Nordeste.


Partilhar:
Ir para o topo
Praesent Sed Aenean non fringilla Curabitur diam vulputate, risus.