Ir para o conteúdo
Início
/
Notícias
02-10-2020

Uma centena de profissionais fizeram formação de Suporte Básico de Vida com DAE

Uma centena de profissionais de medicina e de enfermagem da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste receberam formação em Suporte Básico de Vida (SBV) com Desfibrilhador Automático Externo (DAE).

A iniciativa, promovida pelo Serviço de Formação e Desenvolvimento, no âmbito do plano de formação delineado por esta entidade para 2020 – e que é apoiado por fundos comunitários através do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE) – decorreu, em sessões diversas (com grupos e sub-grupos), entre os dias 21 e 24 de setembro, nos Centros de Saúde de Alfândega da Fé e de Mirandela I.

Esta ação, que teve como objetivo reforçar as competências que permitem aos profissionais realizar manobras de suporte básico de vida com utilização de um DAE numa vítima em paragem cardiorrespiratória (PCR), foi ministrada por formadores do Centro de Formação do Porto do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), e teve uma componente maioritariamente prática.

É fundamental a intervenção rápida de quem presencia uma paragem cardiorrespiratória, com base em procedimentos específicos e devidamente enquadrados pela designada Cadeia de Sobrevivência. A Cadeia de Sobrevivência interliga os diferentes elos, que se assumem como vitais para o sucesso da reanimação: Ligar 112, Reanimar, Desfibrilhar e Estabilizar.

Os procedimentos preconizados, quando devidamente executados, permitem diminuir de forma significativa os índices de morbilidade e mortalidade associados à PCR e aumentar, de forma significativa, a probabilidade de sobrevivência da vítima. Pelo que esta formação – realizada no âmbito do Programa Nacional de Desfibrilhação Automática Externa, de acordo com o estipulado no Decreto-Lei n.º 188/2009, de 12 de agosto, alterado pelo Decreto-Lei n.º 184/2012 de 8 de agosto – foi da maior importância para os profissionais de saúde da ULS do Nordeste que a frequentaram.

De salientar que as sessões decorreram no estrito cumprimento das normas de segurança emitidas pela Direção Geral da Saúde.


Partilhar:
Ir para o topo
libero Donec consequat. sed Phasellus leo in